JAIRÃO FAZ A DIFERENÇA

JAIRÃO FAZ A DIFERENÇA

ELE FAZ

A DIFERENÇA

Esse é o título que será usado a partir desta data para homenagear as pessoas que ao longo do tempo se sobressaem nas atividades esportivas de nossas cidades. Pessoas que de uma forma ou de outra se doam em favor do esporte.

Não poderia ser outro, tinha que ser ele. Dentre tantas pessoas escolhidas para homenagear, com certeza absoluta, o João Luiz de Paula seria o primeiro. Já há vários meses tivemos uma conversa onde expus esse meu projeto e ele ficou meio ressabiado, mas com muita insistência de minha parte o Jairão aceitou, e ai está.

JOÃO LUIZ DE PAULA conhecido pela alcunha de Jairão nasceu no ano de 1958. Com 15 anos de idade veio de Curitiba morar em Porto União da Vitória onde reside até a data de hoje.
Eram meados do ano de 1976 e a cidade de União da Vitória sediaria os jogos abertos do Paraná. Eu era atleta da seleção na categoria futebol. Uma noite durante um treinamento do time faltou um atleta e o então treinador Juvenal Ruppel perguntou para aquele moleque moreno que estava na arquibancada se ele queria treinar. Sem ter um calçado para tal o moleque pediu emprestado o kichute de um colega. Entrou em campo, treinou e ganhou a posição de titular. Foi dessa maneira que fiquei conhecendo o Jairão.
Tendo jogado profissionalmente pelas equipes do Iguaçu, Pinheiros, Novo Hamburgo, Paissandu de Brusque e Canoinhas foi na equipe amadora do Aeroporto que como atleta e hoje como treinador, diretor, massagista e roupeiro ele se sente realizado. É o precursor da família Gaertner no comando do time do Aeroporto. Vai ano vem ano e lá está o Jairão montando o time para o campeonato. Montado em sua bicicleta lá vai ele contatar com os atletas e devido a sua credibilidade dificilmente ouve um não, pois jogar na equipe do Jairo é privilégio, é uma honra.
Me confidenciava de que na maioria das vezes em que pede ajuda para montar as equipes é prontamente atendido e procura não deixar que nada de errado aconteça. Já são mais de vinte anos como campeão do campeonato varzeano. Uma coisa posso dizer pra vocês, como treinador conhece como poucos, enxerga fácil o jogo dentro das quatro linhas. Já vi alterar placar adverso com as mexidas efetuadas.
Casado com dona Odila que segundo ele é o sustentáculo da família e pai de dois filhos e uma filha todos inseridos no meio esportivo. Com o Jairão é válida a máxima de que “os frutos não caem longe do pé”. A filha Talita joga vôlei. O filho Robson joga basquete e o filho João é atleta profissional da equipe do Porto, inclusive nessa temporada já fez três gols. Com sua humildade e simplicidade que lhe são peculiares o bate papo é muito prazeroso. Inquirido por minha pessoa do porquê do apelido “Jairão”, ele me respondeu que porque era fã do goleiro Jairo da equipe do Coritiba, tinha visto o atleta atuar contra o Iguaçu no Estádio do Ferroviário e ficou vislumbrado pela performance do mesmo. Quando conversávamos sobre os atletas de base das nossas cidades, disse-me, que sente a carência no trabalho com meninos e que o poder público devia investir mais nesse setor pois faria um trabalho social muito bom tirando a piazada das ruas.
Não importa a faixa etária, juvenil, livre ou veteranos lá está o João Luiz de Paula montando a sua equipe. Campeonato Varzeano sem a equipe do Aeroporto não existe. Desse campeonato e da equipe do Aeroporto saíram muitos atletas para o futebol profissional, posso citar alguns como Luizinho Cruz, Jaison, Sábia e tantos outros. Um outro dado de sua carreira futebolista é que foi tricampeão pelo CAPU e campeão varias vezes por outras equipes amadoras.
João Luiz de Paula, Jairo, Jairão exemplo de desportista.

Compartilhe Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+

Comente pelo Facebook

Um comentário sobre “JAIRÃO FAZ A DIFERENÇA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>